fbpx

Para amamentar em carregadores, é necessário observar o ponto de conforto da mãe e do bebê. Com o bebê no carregador podemos observar a altura confortável para oferecer o seio regulando o porta bebês das seguintes maneiras:

CANGURU ERGONÔMICO

  • Dar um pouco de folga nas correias dos reguladores da cinta e das alças até que consigamos descer na altura que o bebê alcance o seio, se necessário, podemos levar o carregador para uma posição mais deslocada referente ao seio ofertado;
  • Com o bebê no carregador, outra opção é soltar maios os ajustes dos reguladores frontais superiores e assim ofertar o seio ao bebê.

MEI TAI

  • Descer a altura do bebê no carregador até que fique num ponto favorável para que o bebê abocanhe o seio, pode ser feito uma manobra para facilitar a posição e que o bebê fique mais lateralizado, deslizando as faixas inferiores da cinta mais para a lateral de forma que o painel saia da parte central do corpo e fique deslocado para o lado

REBOZO

  • O bebê é posicionado verticalmente no carregador na frente do corpo da mãe, mais baixo para que o bebê alcance o seio. Porém muitas vezes o bebê é carregado já desta forma mesmo sem amamentar.

WRAP SLING

  • Posição de berço/semi deitado: nesse processo para amamentar o bebê, partindo de uma amarração frontal “Cruz Envolvente”, seria necessário desfazer o nó e posicionar o bebê na posição berço onde a cabeça do bebê fique mais elevada em relação ao bumbum e pernas lateralmente no corpo da mão, com tecido indo até a marcação dos joelhos, enquanto bebê mama, a amarração deve ser feita novamente. Ao finalizar a mãe deve voltar o bebê novamente a posição vertical.
  • Posição verticalizada: numa amarração fronta, a mãe pode amamentar o bebê somente abaixando a altura em que esse bebê é carregado, ou seja, que o bebê consiga mamar no seio sem que seja alterada a amarração. Ex. Cruz Envolvente, Canguru Frente, Amarração Lateral (bebê na altura do seio).

RING SLING

  • Posição Cavalinho:O bebê fica na posição sentado, deslocado ao corpo da mão e mama na posição vertical. O bebê necessita de apoio na cabeça enquanto mama.
  • Posição Semi Sentado: Nessa posição o bebê fica semi sentado no pano, na posição de berço, com pernas lateralmente no corpo da mãe, com cabeça mais lata em relação o bumbum como se estivesse sentado no colo (transversal). Nesta posição existe a possibilidade do pano apoiar a cabeça do bebê, ou caso a mãe ache mais confortável apoiar a cabeça do bebê com a mão ou braço.

TIPÓIA

  • Usualmente as índias usam suas tipóias já apoiadas em suas ancas (lateralmente) de forma que a amamentação seja em livre demanda e ofertada a todo momento ao bebê

 

Quer saber mais? Acesse o projeto: Amamentação e o Babywearing

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS: Catarino Firmino, Elisabete Rôla, Talyta Morais e Tatiana Motinho

Projeto Final: Exterogestação

Exterogestação aborda, dentre vários aspectos, ações que simulam o ambiente uterino, de maneira tal que os recém nascidos se sintam mais seguros e tranquilos em seus primeiros 3 meses após o nascimento.

Muitos jovens em idade fértil não tiveram contato ou não foram convidados a refletir a respeito das percepções intrauterinas, nascimento respeitoso e primeiras sensações de um recém nascido. A proposta do projeto é uma maior conscientização tanto para uma concepção precoce não desejada quanto (e principalmente) para cuidados importantes, se não necessários, para um bom desenvolvimento dos recém nascidos.

Quer saber mais? Acesse o projeto: Projeto_Exterogestação

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS: Carolina Mattos Dourado, Liliana Lima, Katiuscia Helgueira, Fernanda Baquedano e Nicoly Araujo.

Projeto Final “Bem Carregar Para Todos”

O projeto teve como objetivo popularizar e incentivar o Babywearing, levando informação e conhecimento de qualidade às famílias usuárias do serviço público de saúde.

Foram realizadas Oficinas para orientar e incentivar o uso e importância dos carregadores (Babywearing). As mães participantes receberam uma cartilha contendo informações sobre ergonomia e posicionamento do bebê, para recorrerem sempre que necessário.

O projeto demonstrou a importância de disseminar informações sobre o Babywearing, atingiu seu propósito de orientar e incentivar o mesmo, no entanto, há necessidade de difundir mais e atingir outros grupos, como as primíparas, mães com necessidades específicas e/ou filhos com necessidades específicas. Através desse projeto também espera-se contribuir com futuras pesquisas e na construção de mais oficinas que abordem o Babywearing.

Quer saber mais, acesse a Cartilha: Bem Carregar Para Todos

 

PROJETO PARA CONCLUSÃO CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS: Camila Bentes do Lago, Fernanda Righi de Araujo, Juliana Souza, Juliana Queiroz, Eliane Sobral, Paloma Chagas, Suzana Sousa e Suellen Vieira

 

Faça parte da nossa lista e receba as novidades em primeira mão.

Respeitamos a sua privacidade, seu email estará seguro.