fbpx

Resumo: 53 mulheres com diástase abdominal participaram deste estudo usando os mais variados porta-bebés, desde panos elásticos a panos tecido, sling de argolas, mei tai e mochilas (ergonómicas e não ergonómicas). As respostas foram obtidas através de um questionário para verificar se tinham algum tipo de dor e, se sim, em que zona do corpo. Destas 53 mulheres, 22 referiram que não tinham qualquer tipo de dor enquanto 31% citaram dores na zona lombar, 21% na zona torácica,  17% nos ombros, 14% na zona abdominal, 7% nas ancas e pernas e 7% em zonas combinadas como ombros e lombar.   A maioria das participantes descreveram utilizar vários porta-bebés, e o mais frequente foi o uso da mochila. O porta bebê que apresentou maior números de queixas de dores foi com o uso de mei tai (8 de 10 mulheres referiram que tinham dores). Neste porta bebés verificou-se também que acima de 10% do peso do bebé relativo ao peso da mãe, todas as usuárias relataram dores associadas ao carregar.

Artigo diástase(Catarina Teles)

O projeto apresenta uma série de imagens ilustrativas e textos sintéticos contendo informações de segurança, benefícios do carregar e tipos de carregadores. O objetivo é divulgar informações para um carregar seguro, ergonômico e seus benefícios para quem já carrega ou quer começar a carregar.

 

As imagens foram divulgadas no Facebook através da página “Vem Carregar” (https://www.facebook.com/VemCarregarBabywearing/).

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

 

Quer saber mais? Acesse o projeto: INFOGRÁFICO_CARREGAR ERGONÔMICO, SEGURO E FACILITADOR

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2018

RESPONSÁVEIS:  ILKA HELENA TUMA MEZZAVILLA, KELLI GIL ZAMIGNAN, MARIA ISABEL FERREIRA BERTACCHI, MARIA JULIA MURI, SARA MARTINS, TALITA NÓBREGA LOPES

Foram produzidos materiais didáticos (vídeos) com orientações básicas sobre o carregar ergonômico de bebês, abordando a importância da exterogestação para o desenvolvimento do bebê, a praticidade para quem carrega, orientações para confecção de carregador de baixo custo e ensinamento de amarração ergonômica.

Este material  seria divulgado junto às famílias usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS), de modo a desmistificar a restrição do carregar ergonômico a determinadas classes sociais e/ou grupos específicos, utilizando uma linguagem acessível, porém a Secretaria Municipal de Saúde não autorizou a apresentação.

Os vídeos podem ser acessados nos links abaixo:

Vídeo 1: Carregar pra quem e pra que?

https://www.facebook.com/anaclaudia.biancardi/videos/2057275774316977/?t=0

Vídeo 2: Como fazer seu próprio carregador de tecido

https://drive.google.com/file/d/1-F0kG0LPuVuntiitoQ5GkMukihNqvNmM/view

Vídeo 3: O Bem Carregar – Carregar confortável para a mãe e bebê

https://www.youtube.com/watch?v=fWV6ZlitAMM&feature=youtu.be

Vídeo 4: Amarrações – muitas possibilidades

https://docs.google.com/presentation/d/1KnnMSfoDy10HS-Td-rFgiutsLb76PrWIkh3MXVspRX0/edit#slide=id.g3edd0ac306_0_8

 

Quer saber mais? Acesse o projeto: Carregar Ergonômico Audiovisual – Uma Ferramenta Para o SUS

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2018

RESPONSÁVEIS:  Ana Claudia Biancardi, Maria Clara de Oliveira Aquino, Suyane Praciano

Este projeto trata sobre a divulgação de informações sobre babywearing e sua importância no desenvolvimento infantil em crianças com necessidades específicas e nos processos que envolvem a maternagem, numa abordagem direcionada a profissionais de saúde.

Foi publicado um vídeo aula sobre babywearing nas páginas dos participantes do projeto,em páginas de fisioterapia pediátrica e no grupo do Facebook “Fisioterapia Pediátrica e Neonatal”, seguido de um questionário de avaliação direcionado aos profissionais que se voluntariaram a responder.

Durante o projeto não foi possível atingir o público específico pretendido (fisioterapeutas e outros profissionais de saúde que lidam com crianças com necessidades específicas), mas sim um público geral. Não foi possível mensurar se profissionais de saúde que trabalham com crianças com necessidades específicas foram atingidos pelo vídeo.

Foi concluído ser necessário mais projetos voltados para crianças com necessidades específicas, a fim de incluir esses bebês e proporcionar a eles e seus cuidadores os benefícios do carregar.

Quer saber mais? Acesse o projeto: Babywearing voltado a crianças com necessidades especificas – uma abordagem para profissionais de saúde

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2018

RESPONSÁVEIS:  Carolina Rubio, Laura Zimmermann, Marina Bonsch, Nane Hortilio, Sara Alves e Pauline Santos

O objetivo do projeto foi disseminar o uso correto do carregar enquanto se pratica alguma atividade física auxiliando famílias a estarem ativas e seguras nesse momento. Dessa forma, foram produzidos flyers informativos sobre as bases de um carregar seguro bem como os riscos caso não atendam a esses detalhes para serem distribuídos entre a comunidade.

Desta maneira, puderam contribuir para disseminar informações sobre os benefícios e riscos da prática do Babywearing na atividade física de forma gratuita e colaborativa entre as futuras assessoras no Brasil e em Portugal.

Foram realizados dois encontros com distribuição de flyers desenvolvidos pelos componentes do grupo com prática de Dança Mãe e Bebê como atividade física e roda de conversa sobre o parecer das mães participantes.

 

Flyer Desenvolvido:

BENEFÍCIOS E RISCOS DA PRÁTICA DO BABYWEARING NA ATIVIDADE FÍSICA

 

Quer saber mais? Acesse o projeto: BENEFÍCIOS E RISCOS DA PRÁTICA DO BABYWEARING NA ATIVIDADE FÍSICA_Bnp

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2018

RESPONSÁVEIS:  DÉBORA ALEXANDRA TAVARES, LIANA MATOS ARAÚJO, MARTA MARTINS, TAI SIQUEIRA

Com a paternidade sendo exercida de forma consciente, próxima e afetuosa, a mãe se beneficia compartilhando as responsabilidades da criação dos filhos que, por sua vez, aproveitam melhor o pai além de melhorar o desenvolvimento cerebral com esse convívio. Através dos carregadores o pai pode ir a lugares, fazer caminhadas e atividades sem ter que abrir mão da aproximação dos filhos nem de suas obrigações.

Quando os pais e homens em geral conhecem e tem a oportunidade de aprender os benefícios do uso de carregadores de bebês tendo contato e esclarecendo suas dúvidas, podem passar a adotar a prática em sua rotina. A melhor utilidade social que o sling pode trazer é o fato de que crianças amadas possuem um melhor desenvolvimento cerebral, sensibilidade, além de serem cidadãos melhores em ética e princípios morais, como já comprovado cientificamente.

O Objetivo deste projeto foi incentivar e apoiar/orientar os homens (pais ou que participam diretamente
da criação de bebês) para uso de carregadores de bebês, divulgando o Babywearing entre o público masculino, tirando dúvidas e promovendo o diálogo sobre paternidade consciente.

Quer saber mais? Acesse o projeto: Projeto_ Paternidade com Slings

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2018

RESPONSÁVEIS:  Maria Clara de Oliveria Aquino, Jonathas Menezes Souza, Marynna Rackel
Guessada Luz e Isabella Bello Secco Terra.

“O site Slingopedia Brasil, surgiu a partir da identificação, por parte das integrantes desse projeto, da necessidade de uma plataforma que integrasse informações sobre a produção de artigos de babywearing brasileiros. Verificamos que, devido ao caráter amador de muitas produtoras, uma série de informações são negligenciadas na divulgação de seus produtos, ou mesmo estão dispersas em diferentes plataformas e postagens em seus perfis de redes sociais. Além disso, percebemos que, apesar do rápido crescimento do mercado de carregadores, o mercado consumidor não conhece bem os produtos disponíveis no mercado. Como pretendemos que o site seja um catálogo completo, temos a intenção de possibilitar um ambiente de comparação entre os produtos que servirá como vitrine e dará visibilidade à produção de babywearing nacional.”

Site: http://slingopediabrasil.com.br/ (domínio principal);

Facebook: http://www.facebook.com/slingopediabrasil

Instagram: http://www.instagram.com/slingopediabrasil

Twitter: @slingopedia

 

Quer saber mais? Acesse o projeto: Slingopedia Brasil

 

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS:  Emanoelle Farias, Erika Fernanda Lista, Juliana Souza, Mayra Ferreira

Quer saber mais? Acesse o projeto: Portes e bebês

Projeto da Formação de Assessora de Babywearing de Bebê no Pano

Turma 2017

Grupo: Ana Rita Pereira, Beatriz Bernardino, Dulce Ferreira, Filipa Cruz, Inês Silva, Joana Sousa, Maria João Marques, Rosa A. Dos Santos Gonçalves, Sónia Gouveia, Susana Silva

O tema deste trabalho focou em diferentes aspectos que envolvem o ato de carregar no Brasil. O objetivo desse projeto de pesquisa foi conhecer e caracterizar como está ocorrendo o uso dos diferentes carregadores, a fim de fazer um mapeamento de como está se dando o processo de apropriação deste costume pelas famílias.

O levantamento de dados foi feito através de um questionário com questões objetivas e discursivas.

“Com relação ao uso, observa-se que a maior parte das famílias utiliza os carregadores desde muito cedo, inclusive nos primeiros dias de vida dos bebês. No entanto, foram referidos alguns tipos de carregadores que não são os mais adequados, ergonomicamente falando, para uso nos primeiros meses de vida dos bebês. Isso pode ser explicado em parte, pelo pouco acesso a serviços de assessoria de babywearing relatados nesta pesquisa……”

Quer saber mais? Acesse o projeto: Uso de carregadores no Brasil

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS:  Keila Pereira, Patricia Vargas e Tarsila Nery

Neste projeto foi criado um panfleto explicativo com instruções e dicas claras e rápidas que esclarecem as dúvidas mais comuns e os erros mais cometidos no carregar.

Os panfletos foram entregues virtualmente exportados como imagem e impressos nas cidades das criadoras do projeto. este também foi utilizado para alertar o uso de carregador e posições indevidas.

Quer saber mais? Acesse o projeto: Material Impresso – Projeto

PROJETO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANO: 2017

RESPONSÁVEIS: Camila Santana de Freitas Vieira, Ana Maria de Almeida Santos, Heline Sarah dos Santos

Faça parte da nossa lista e receba as novidades em primeira mão.

Respeitamos a sua privacidade, seu email estará seguro.